Airbnb revela os 20 destinos para viajar em 2020

Com base nas reservas de quem que já palneou as suas viagens para 2020 através da plataforma Airbnb*, estamos a prever um interesse crescente por cidades e países, de todo o mundo, menos conhecidos e ecologicamente conscientes. 

Desde centros culturais, como Milwaukee e Guadalajara, a destinos emergentes que estão a beneficiar de um aumento do turismo sustentável, a lista deste ano está repleta de surpresas e preciosidades escondidas. Os nossos dados demonstram também que alguns dos principais locais tendência são cidades e regiões que estão a preparar-se para grandes eventos, como o lançamento do Programa de Exploração de Marte 2020 a partir de Cabo Canaveral, bem como as diversas competições de surf que acontecem em Ubatuba, no Brasil.

De seguida, apresentamos os 20 destinos que vão ser tendência em 2020, com base no crescimento anual das reservas registadas através da plataforma Airbnb*:

  1. Milwaukee, Wisconsin, EUA
  2. Bilbao, Espanha
  3. Buriram, Tailândia
  4. Sunbury, Victoria, Austrália
  5. Roménia
  6. Xi’an, China
  7. Eugene, Oregon, EUA
  8. Luxemburgo
  9. Guadalajara, México
  10. Vanuatu
  11. Cali, Colômbia
  12. Cabo Canaveral, Flórida, EUA
  13. Aberdeen, Escócia
  14. Courtenay, Canadá
  15. Ubatuba, Brasil
  16. Les Contamines-Montjoie, França
  17. Tóquio, Japão
  18. Kerala, Índia
  19. Malindi, Quénia
  20. Maastricht, Países Baixos

1 — Milwaukee, Wisconsin, EUA

Aumento interanual de 729% 

Milwaukee, que vai receber a Convenção Nacional Democrática dos Estados Unidos no próximo ano, está no topo da nossa lista de tendências para 2020. Esta preciosidade histórica, localizada nas margens do Lago Michigan, costuma passar despercebida, mas oferece uma opção de bares, restaurantes e atrações culturais fascinantes, como o museu de arte concebido pelo famoso arquiteto Santiago Calatrava. Além disso, com mais de 165 km de ciclovias paisagísticas, é fácil perceber porque é que o interesse em Milwaukee aumentou entre os hóspedes na plataforma Airbnb.

Milwaukee downtown skyline with buildings along the Milwaukee River

2 — Bilbao, Espanha

Aumento interanual de 402% 

A transformação de Bilbao, de uma cidade industrial para um centro cultural próspero, é verdadeiramente notável. O museu Guggenheim, projetado por Frank Gehry, colocou Bilbao no mapa após a sua inauguração, em 1997. Desde então, a cidade basca tem vindo a ficar cada vez mais popular, tendo sido eleita a Cidade Europeia do Ano em 2018. Os visitantes da região são surpreendidos com uma vida gastronómica animada, uma arquitetura de tirar o fôlego e uma paisagem urbana inesquecível. No próximo ano, Bilbao também se vai tornar num destino privilegiado para os adeptos de desporto, pois é uma das cidades anfitriãs da competição de futebol mais conhecida da Europa.

Street in Portugalete, Bilbao, Spain

3 — Buriram, Tailândia

Aumento interanual de 383% 

A província rural de Buriram guarda algumas das relíquias Khmer mais preciosas da Tailândia. O seu monumento mais conhecido é o incrível complexo Phanom Rung, que é comparável em grandeza ao famoso Angkor Wat, no Camboja. Além de ruínas antigas, a província também se tornou num ponto de interesse desportivo: em 2018 teve o evento inaugural de MotoGP no Circuito Internacional de Chang, e também recebe a Maratona de Buriram todos os anos. O regresso do MotoGP está agendado para março do próximo ano.

Wat Khao Phra Aungkhan in Buriram province, Thailand.

4 — Sunbury, Victoria, Austrália

Aumento interanual de 356% 

A pouca distância de carro de Melbourne, o subúrbio de Sunbury está localizado a noroeste da cidade, e é um local conhecido entre os habitantes, devido  à sua vida selvagem, às adegas e à sua arquitetura da Era Vitoriana. A sua maior reivindicação à fama é o facto de ter sido o local de origem do troféu de críquete mais procurado: The Ashes. Em 2020, Sunbury pretende atrair os fãs de críquete de todo o mundo, enquanto Melbourne será a cidade anfitriã do Mundial T20 da ICC.

Rows of vines closeup in Autumn at sunset in Victoria, Australia.

5 — Roménia

Aumento interanual de 298% 

Roménia, com as suas colinas e antigas aldeias rurais, é o destino perfeito para qualquer pessoa que procure algo fora do normal. Este país tem algumas das florestas virgens mais bem preservadas da Europa e, de acordo com o Índice de Desempenho Ambiental de 2018, ocupa o 15º lugar a nível mundial no que diz respeito à vitalidade dos ecossistemas.

Romanian mountain landscape and church.

6 — Xi’an, China

Aumento interanual de 255% 

Muitas vezes considerado como um dos locais de nascimento da civilização chinesa, Xi’an é conhecida mundialmente por acolher o exército de terracota, uma vasta coleção de soldados de barro pré-históricos, descobertos pelos agricultores locais em 1974. Atualmente, a capital da província chinesa de Shaanxi ocidental oferece uma grande variedade culinária, enquanto os seus numerosos monumentos históricos deram origem a que ficasse conhecida como “Museu ao ar livre da China”. A antiga cidade tem novos planos para 2020: um programa de turismo que vai introduzir 30 rotas noturnas em Xi’an, que oferecem a possibilidade de visitar mercados noturnos e artes cénicas.

Skyline and pagoda at dusk in Xi'an, China.

7 — Eugene, Oregon, EUA

Aumento interanual de 213% 

Esta cidade, localizada a noroeste do Pacífico, tem muito para oferecer: é o berço de várias empresas multinacionais e tornou-se no centro culinário de Oregon. Graças à beleza natural circundante, Eugene atraiu muitas pessoas interessadas em Ecologia e na sustentabilidade, e muitas das quais, têm ajudado a transformar a cidade num centro nevrálgico da indústria de alimentos orgânicos. As referências ecológicas de Eugene também são visíveis através do seu compromisso de eliminar emissões de CO2 no próximo ano**.  Esta cidade verde também é um destino para os amantes de atletismo, que vai dar as boas-vindas aos atletas e espetadores no verão de 2020, quando receber as provas nacionais de qualificação dos EUA.

Eugene, Oregon skyline at dusk.

8 — Luxemburgo

Aumento interanual de 167%

Este pequeno país europeu tem muito para oferecer no seu pequeno território: a cidade de Luxemburgo foi declarada Património Mundial da UNESCO em 1994, devido ao seu encantador centro histórico, localizado sob um penhasco. Além da própria cidade, as colinas arborizadas do país, acolhem castelos medievais, desfiladeiros rochosos, aldeias encantadoras e vinhas soberbas.

Vianden castle and a small valley in Luxembourg.

9 — Guadalajara, México

Aumento interanual de 158% 

Muitas vezes esquecida, a segunda  cidade com mais população do México, começa a ganhar o reconhecimento merecido. Guadalajara tem um ritmo menos frenético do que a Cidade do México, mas possui muitas atrações que vão encantar os visitantes: desde a sua arquitetura colonial no bairro moderno de Chapultepec, à impressionante seleção de festivais e museus. Os compromissos ecológicos de Guadalajara também são dignos de referência: o governo embarcou numa iniciativa que incentiva os ciclistas e os pedestres a recuperarem espaços públicos normalmente utilizados por carros.

Guadalajara Cathedral (Cathedral of the Assumption of Our Lady), and agave plants.

10 — Vanuatu

Aumento interanual de 140% 

Localizado quase a 3.200 km leste da Austrália, este pitoresco arquipélago é abrange ilhas acidentadas, praias desertas e vida selvagem impressionante. Vanuatu é composto por mais de 80 ilhas e possui a maior densidade de idiomas per capita do mundo: são falados mais de 100 idiomas nativos em todo o país. Vanuatu é um destino onde é possível realizar várias atividades, desde caminhar num vulcão ou mergulhar em alguns dos cantos mais interessantes do mundo.

Aerial view of Yasure Volcano on Tanna Island, Vanuatu.

11 — Cali, Colômbia

Aumento interanual de 137% 

Na capital mundial da salsa, não é possível desfrutar apenas da música e da dança; a sua rica herança afro-colombiana também concede à cidade uma cultura única de “caleña”, que entusiasma aqueles que a visitam. Cali tem um verdadeiro entusiasmo e uma atmosfera inequivocamente eletrizante. Esta mistura de culturas indígenas, europeias e africanas presentes na vida noturna, fazem lembrar uma festa tropical. Localizada a cerca de 1000 metros acima do nível do mar, desfruta de uma temperatura quente e ventosa durante o dia e refrescante à noite. Além disso, localizada a 1.000 metros acima do nível do mar, esta cidade oferece temperaturas quentes durante o dia e frescas à noite. 

Cali, Valle del Cauca, Colombia skyline.

12 — Cabo Canaveral, Flórida, EUA

Aumento interanual de 136% 

Este cabo na Flórida é conhecido mundialmente sede da Estação da Força Aérea do Cabo Canaveral, mas também possui uma costa incrível de 116 km e três áreas protegidas significativas: Canaveral National Seashore, Merritt Island National Wildlife Refuge e Sebastian Inlet State Park. Em julho de 2020, Cabo Canaveral vai ser o palco internacional do lançamento do Programa de Exploração de Marte 2020 da NASA.

The evening view of a Cape Canaveral beach in Florida.

13 — Aberdeen, Escócia

Aumento interanual de 119% 

Localizada a nordeste da Escócia, Aberdeen é conhecida como “Cidade de Granito”, devido à brilhante pedra branca com a qual grande parte da cidade foi construída. A terceira maior cidade da Escócia tem uma paisagem urbana surpreendente: desde restaurantes, galerias de arte e museus, até paisagens costeiras acidentadas e ruínas românticas circundantes. E, tal como muitos outros destinos na nossa lista, Aberdeen tem em vigor grandes planos de sustentabilidade, com o objetivo de reduzir drasticamente as emissões de carbono.

The ruins of Dunottar Castle on the north east coast of Scotland.

14 — Courtenay, Canadá

Aumento interanual de 114%

Localizado no encantador Comox Valley, na Ilha de Vancouver, Courtenay é o ponto de partida perfeito para aventureiros que adoram passeios ao ar livre. Esta pequena cidade, rodeada por montanhas, prados alpinos e aldeias boémias, é outra das favoritas do viajantes ecologicamente conscientes: a autoridade local promoveu uma série de iniciativas para reduzir o impacto ambiental, incluindo a adoção de medidas para a redução das emissões de gases de efeito de estufa.

A walking path in Strathcona Provincial Park in British Columbia, Canada.

15 — Ubatuba, Brasil

Aumento interanual de 108% 

Com mais de 100 praias, a cidade de Ubatuba é a capital oficial do estado de São Paulo e é palco de inúmeros campeonatos de surf durante todo o ano. Ubatuba e os seus arredores tornaram-se populares entre os habitantes locais, a quem fascina a costa deslumbrante e a natureza primitiva; a região também tem dezenas de trilhos para caminhadas que tecem caminho através da exuberante floresta tropical atlântica.

A beach on a sunny day with boats in the water in Ubatuba, Brazil.

16 — Les Contamines-Montjoie, França

Aumento interanual de 108% 

A localidade de Les Contamines é uma jóia situada no coração de Mont Blanc. Localizada entre os famosos resorts de Chamonix e Megève, é o lugar ideal para praticar alpinismo no verão ou fazer ski no inverno. Esta incrível região é constituída por uma variedade de edifícios agrícolas antigos, que foram fielmente restaurados com o estilo arquitetónico Savoy local.

Winter view of Mont Blanc and Les Contamines village in Chamonix, France.

17 — Tóquio, Japão

Aumento interanual de 103% 

Embora Tóquio seja um lugar bastante movimentado, esta cidade está merecidamente na nossa lista de tendências para 2020, em parte, devido aos próximos Jogos Olímpicos de Verão. Em julho e agosto do próximo ano, o Japão vai receber os melhores atletas do mundo pela quarta vez. A maior área metropolitana do mundo já implementou uma estratégia abrangente para garantir que os Jogos vão ser um evento amigo do ambiente: reduzir o consumo de energia e das emissões de carbono e utilizar energia renovável, transportes públicos e veículos de baixo consumo.

A busy city street surrounded by skyscrapers in Tokyo, Japan.

18 — Kerala, Índia

Aumento interanual de 95% 

Para muitos viajantes, Kerala é o estado mais encantador do sul da Índia. Com a costa repleta de palmeiras, plantações de café e paisagens deslumbrantes para o Mar Arábico, Kerala é um oásis de calma num país que se move a um ritmo acelerado. Este estado, que possui uma incrível variedade de praias, lagos, montanhas e cascatas, é o lar de alguns dos melhores destinos ecológicos do subcontinente. Além disso, o estado de Kerala dispõe de um programa de Turismo Responsável, que incentiva os habitantes locais e os  visitantes a desfrutarem da cultura da região, ao mesmo tempo que a protegem.

A traditional house boat is anchored on the shores of a fishing lake in Kerala's Backwaters, India.

19 — Malindi, Quénia

Aumento interanual de 88% 

Esta movimentada cidade costeira, que possui uma beleza natural deslumbrante, representa um caldeirão multicultural de residentes africanos, árabes e europeus. Malindi está repleta de palmeiras e oferece aos viajantes a oportunidade de conhecer a diversa fauna aquática do País, no Parque Nacional Marinho Malindi, num lugar idílico para mergulhadores. Conhecida pela sua arquitetura swahili, pelo marisco fresco e pelas suas maravilhas naturais, como a Depressão de Marafa – ou Hell’s Kitchen, esta cidade de praias imaculadas é muito mais do que um refúgio ensolarado e descontraído. O país também está a tomar medidas importantes para a preservação do nosso planeta: na recente Cimeira de Ação Climática da ONU, o Quénia comprometeu-se a plantar dois mil milhões de árvores até 2021 e a acelerar a eficiência energética em 3% a cada ano.

Buildings on the shore of a beach near Malindi, Kenya.

20 — Maastricht, Países Baixos

Aumento interanual de 55% 

Por último, apresentamos Maastricht, uma cidade que, mais do que qualquer outra cidade holandesa fora de Amesterdão, apresenta uma arquitetura histórica, Com uma história romana e um labirinto de ruas estreitas, Maastricht é composta por inúmeros museus e, em março de 2020, vai receber uma das maiores feiras de arte do mundo: a TEFAF Maastricht.

View at the east side of the city of Maastricht in the Netherlands.

*Com base nos dados internos da Airbnb sobre reservas feitas para 2020 em outubro de 2019 vs. reservas feitas para 2019 a outubro de 2018.

**De acordo com a portaria de Recuperação Climática de Eugene, que está dedicada em tornar todas as instalações e as operações da Cidade de Eugene neutras, no que diz respeito à emissão de carbono até 2020, o que significa que não há libertação líquida de emissões de gases de efeito estufa.

Receba novidades do Airbnb diretamente em sua caixa de entrada.

Receberá e-mails da Sala de Imprensa da Airbnb e reconhece que os seus dados pessoais serão processados de acordo com a Política de Privacidade da Airbnb. Pode cancelar a subscrição destes e-mails a qualquer momento através da ligação de cancelamento de subscrição presente em cada e-mail.

Para mudar a língua/região de sua newsletter, selecione o país desejado antes de enviar este formulário.

Obrigado por subscrever!

Ocorreu um erro ao confirmar sua inscrição. Por favor, tente novamente.