Mulheres impulsionam a comunidade na Airbnb

  • 51% dos anfitriões na plataforma Airbnb, em Portugal, são mulheres. A nível mundial as anfitriãs representam 54% do total.
  • No início deste ano o número de mulheres a viajar sozinhas aumentou 35%.
  • Entre as 10 experiências mais reservadas por mulheres de todo o mundo, duas estão no nosso país: o Safari de Jeep por Sintra e a Prova de Vinhos e Passeio pelo Douro

Para celebrar o Dia Internacional da Mulher, a Airbnb destaca o papel das mulheres que integram a sua comunidade, seja como anfitriãs ou como viajantes. 

Desde o nascimento da plataforma, em 2008, as mulheres da comunidade Airbnb têm contribuído para criar conexões com significado e promover experiências transformadoras através das viagens:

  • Em todo o mundo, mais de 54 milhões de mulheres já utilizaram a Airbnb para viajar.
  • Globalmente, calcula-se que as anfitriãs que integram a plataforma ganharam quase 15 mil milhões de dólares, apenas no último ano, ao abrir a sua casa aos viajantes, e através de Experiências, onde partilham os seus conhecimentos e paixões. 
  • Nestes últimos 12 anos, as anfitriãs registaram um progresso assinalável nas avaliações de 5 estrelas, atingindo os 83%, e uma classificação média de 4,77 estrelas.

As nossas anfitriãs

Em Portugal, 51% do total de anfitriões são mulheres, e no mundo inteiro também constituem mais de metade da comunidade Airbnb. A maior percentagem de anfitriãs regista-se em locais como Jersey, uma ilha no Canal da Mancha, ou Nova Zelândia, com 68% e 64% respetivamente. 

As mulheres são também pioneiras em transformar as suas paixões em vivências únicas para os viajantes através das Experiências na Airbnb: representam 61% dos anfitriões de Experiências na Ucrânia, 57% no Reino Unido, e 56% noutros países como a China, Finlândia e Tailândia.

Por outro lado, as mulheres também têm contribuído para o êxito das Experiências como utilizadoras. Entre as experiências mais reservadas por mulheres em todo o mundo, duas estão no nosso país: o Safari de Jeep por Sintra e a Prova de Vinhos e Passeio pelo Douro, no Porto. 

A importância do impacto económico da Airbnb também se fez sentir em 2019 junto da comunidade de anfitriãs. Uma percentagem significativa das mulheres que constituem a comunidade global da plataforma (21%) disseram que serem anfitriãs é a sua ocupação principal. Dentro desse mesmo grupo, 54% referiu que graças aos rendimentos obtidos conseguiram expandir os seus negócios, e mais de metade considera a atividade na Airbnb indispensável para o seu próprio bem-estar; 51% afirmou que as receitas obtidas permitiram que continuassem a viver na sua própria casa.

As anfitriãs do Airbnb também estão a transportar a “tocha da hospitalidade”, especialmente nas cidades que sediarão os próximos Jogos Olímpicos (em Tóquio, Pequim, Paris, Milão e Los Angeles):

58%

Percentagem de mulheres que acolhem experiências em Milão

$99M+

Receita de mulheres anfitriãs em Tóquio em 2019

56%

Percentagem de mulheres entre os anfitriões de Los Angeles

4.8

Pontuação média das anfitriãs em Pequim

54%

Percentagem de mulheres Superhosts em Paris

Sozinhas, com amigas ou em negócios: há cada vez mais mulheres a viajar pelo mundo

As mulheres também impulsionam a comunidade da Airbnb ao utilizar a plataforma para criar memórias e procurar novas experiências. As Ilhas Cook (60%), Taiwan (57%), Nova Zelândia (55%) e Groenlândia (54%) são algumas das zonas onde se registam as maiores percentagens de mulheres viajantes. Há cada vez mais mulheres a viajar sozinhas no mundo inteiro. Cerca de 15% das que utilizaram a Airbnb nas suas viagens em 2019 hospedaram-se sozinhas. O número de mulheres a viajar sozinhas aumentou 35% e as viagens domésticas feitas por mulheres também subiram 22% em 2020, em comparação com o mesmo período do ano passado.

Fazer uma pausa na rotina diária parece ser a tendência nas viagens de mulheres. Mais de 24 mil avaliações mencionam a expressão “férias de mães”, e mais de 62 mil aludem a viagens de amigas ao longo de 2019. Quanto às viagens de negócios, as mulheres também representaram uma quota importante, com mais de 663 mil viagens registadas por hóspedes do sexo feminino.

Relativamente aos destinos preferidos pelas viajantes, estas estão de olho em lugares não massificados, com acesso a atividades ao ar livre, cidades costeiras e locais históricos. A cidade costeira de Mazaltán, em México e a capital peruana, Lima, são os destinos mais procurados a nível internacional por mulheres na plataforma; embora Rockbrige, no estado de Ohio, e a região siciliana de Casteldaccia, Itália, sejam os dois lugares mais guardados nas wishlists da comunidade feminina. 

35%

Crescimento anual de mulheres que viajam sozinhas

22%

Crescimento anual de viagens domésticas (dentro do próprio país) realizadas por mulheres

15%

das mulheres dizem que viajaram sozinhas em 2019

663K+

Viagens de negócios feitas por mulheres em 2019

62K+

Avaliações que mencionaram viagens para meninas ou mulheres em 2019

Estes são os destinos de tendência entre as mulheres viajantes no Airbnb:

Por pesquisa

  • Mazatlán, Mexico (2122%)
  • Lima, Perú (1834%)
  • Freiburg im Breisgau, Germany (1115%)
  • Tagaytay City, Philippines (1020%)
  • Derbyshire, UK (825%)
  • Angra dos Reis, Brazil (694%)
  • Sainte-Marie-de-Ré, France (687%)
  • Bodrum, Turkey (672%)
  • Wintergreen, Virginia (627%)
  • Moscow, Russia (605%)

Por Wish List

  • Rockbridge, Ohio (401%)
  • Isabel Segunda, Puerto Rico (259%)
  • Poblacion, Philippines (253%)
  • Riyadh, Saudi Arabia (227%)
  • Chimney Rock, North Carolina (213%)
  • Tashkent, Uzbekistan (207%)
  • Kintamani, Bali, Indonesia (205%)
  • Ironbank, Australia (185%)
  • San Sebastián de los Reyes, Spain (184%)
  • Lagoa Santa, Brazil (175%)

Algumas das histórias das anfitriãs

Soraya, Host (Mumbai, India)

Poder-se-ia dizer que hospedar está no sangue da Soraya. Filha de pais de diferentes partes do mundo, Índia e Reino Unido, Soraya diz ter herdado o melhor das duas culturas quando se trata de hospitalidade, e transmitiu também esta paixão pela hospedagem e a humanidade à sua filha Fabia. Mãe e filha são agora Superhosts na Airbnb e recebem hóspedes desde há sete anos na sua casa em Mumbai

“Agora pertencemos a um mundo onde todos nos podemos sentir em família… Com o dinheiro que ganhamos, podemos viajar a novos destinos, conhecer e fazer amigos em lugares que jamais sonhámos que visitaríamos. Graças a estas experiências temos a mente mais aberta e criámos amizades duradouras com pessoas que antes eram estranhos para nós. Cada dia é diferente. E cada um é especial à sua maneira.”

Priscillia, Experience Host (London, UK)

Antes era microbiologista, mas Priscillia decidiu deixar o trabalho científico para seguir a sua paixão pelo vestuário feminino e formar-se em design de moda. Atualmente partilha esta paixão pela criação de roupa com os seus convidados através da Experiência faça o seu próprio vestido em um dia, onde os participantes aprendem sobre padrões de costura e saem com um vestido próprio, não sem antes desfrutar de uma sessão de fotos personalizada. 

“Gosto do processo de criar roupa, é emocionante, terapêutico e empoderador. Poder partilhar esta paixão com outras pessoas passou a ser o meu momento favorito. É quase mágico poder fazer uma roupa bonita a partir de simples tecidos.”

Jini, Host (Seoul, South Korea)

Com as viagens sempre no seu coração, a Superhost Jini começou a hospedar viajantes na sua casa depois de ter sido mãe aos 40, para manter-se conectada ao mundo e mostrar à sua filha diferentes culturas e origens. A Jini gosta de partilhar chás e conversas com os seus convidados, e de ouvir as suas histórias. Uma vez chegou a hospedar um jovem casal da Malásia, uma família japonesa e três famílias chinesas, todos ao mesmo tempo e, apesar das barreiras linguísticas, acabaram a celebrar o feriado coreano de Chuseok a cozinhar juntos, e saíram sentindo-se em família.

“Quando era jovem, queria viajar pelo mundo. Naquela época, considerava importante quantos países visitava. Agora que tenho 47 anos, o importante para mim é conhecer as pessoas que ficam hospedadas cá em casa. No futuro, a minha filha não terá preconceitos face a pessoas de todo o mundo – estamos orgulhosos de que a nossa filha aprenda que todos são amigos.”

Ellen, Experience Host (New Haven, Vermont)

Ellen é “Assisted Life Coach” e “Life Energy Healer” de cavalos, e transformou a sua paixão em profissão através da criação do seu negócio de “Kindred Horse Life Coaching”. Os visitantes da Experiência a natureza curativa dos cavalos poderão testemunhar em primeira mão como estes belos animais podem dar muitas lições de vida.

“Adoro poder facilitar e apoiar esta experiência transformadora entre cavalos e os humanos. A linguagem dos cavalos é clara, sensível e poderosa. Eles inspiram-nos, confortam-nos e apoiam-nos. São capazes de criar laços saudáveis, possuem um coração sincero e honesto, e uma vida fortalecida, da qual podemos beneficiarmos muito.”

Abril, Host (Mexico City, Mexico)

Uma feliz casualidade fez a Abril encontrar-se com a atividade de hospedagem pela primeira vez e, agora, tornou-se num negócio. Após ter-se mudado para um novo apartamento com o seu parceiro e coanfitrião Rodrigo, compraram mais um e decidiram começar a hospedar viajantes através da Airbnb para ter um rendimento adicional. Sete anos depois, Abril e Rodrigo administram atualmente uma pequeno negócio de alojamento boutique com 17 unidades na Cidade do México, entre as que se encontra esta vibrante propriedade Condesa. A Abril diz que graças à hospedagem, tem descoberto uma nova maneira de viver, ao partilhar o seu amor pela cidade com pessoas de todo o mundo. 

“O nosso negócio emprega sete pessoas a tempo inteiro e conta com um escritório e armazém. Foi um sucesso desde o início e permitiu-nos ter muitos momentos de satisfação como casal. Ao partilhar a vida, construímos a nossa casa com os negócios que temos, e passamos tempo juntos enquanto desfrutamos do crescimento dos nossos empreendimentos; o que nos leva de volta ao que amamos”.

Nota para os editores: 

*Com base nos dados internos da Airbnb, até o dia 10 de fevereiro de 2020, filtrados por um mínimo de 100 anfitriãs, no caso dos dados relativos aos anfitriões, ou um mínimo de 1000 pesquisas, no caso das tendências de viagem.

**São também analisadas as avaliações de cinco estrelas por género em 2019.

***Com base nas mais de 68.000 respostas a um inquérito voluntário enviado a uma amostra representativa das contas de anfitriãs e viajantes na Airbnb em todo o mundo, identificados como mulheres. Não foi fornecido nenhum pagamento ou outro incentivo em troca do preenchimento do inquérito.