A comunidade do Airbnb abre suas portas para apoiar refugiados afegãos

Nos últimos anos, a comunidade do Airbnb abriu milhares de portas para quem precisava. Com o Airbnb.org, uma organização independente sem fins lucrativos dedicada a facilitar estadias temporárias para pessoas em momentos de crise, a plataforma ajudou a abrigar pessoas deslocadas por desastres naturais e ofereceu centenas de milhares de lugares para ficar, inclusive para profissionais da linha de frente no auge da pandemia de COVID-19.

Na semana passada, tornou-se muito claro que o deslocamento de refugiados afegãos é uma crise humanitária significativa e, diante dessa necessidade, nossa comunidade está pronta para, mais uma vez, dar um passo à frente.

O Airbnb e o Airbnb.org anunciam que vão oferecer alojamento temporário a 20.000 refugiados afegãos em todo o mundo, graças às contribuições feitas pela plataforma e por Brian Chesky para o Airbnb.org, bem como doações recebidas pelo Fundo para Refugiados do Airbnb.org.

As duas organizações reconhecem que a situação na região está evoluindo rapidamente. O Airbnb.org irá colaborar de perto com parceiros para focar onde for preciso e ajustar a iniciativa e nosso apoio conforme necessário. Além disso, dada a enorme necessidade, o Airbnb incentiva outras empresas do mundo todo a se unirem aos esforços para oferecer  apoio imediato aos refugiados afegãos.

“Ao se realizar o reassentamento de dezenas de milhares de refugiados afegãos em todo o mundo, o local onde ficarão será o primeiro capítulo de suas novas vidas. Para esses 20.000 refugiados, minha esperança é que a comunidade do Airbnb ofereça a eles não apenas um lugar seguro para descansar e recomeçar, mas também uma recepção calorosa de boas-vindas.”

Brian Chesky, CEO e cofundador do Airbnb

O anúncio de hoje baseia-se nos esforços que já começaram em apoio aos refugiados afegãos no Airbnb e no Airbnb.org. Na semana passada, o Airbnb.org concedeu financiamento de emergência e apoio ao Comitê Internacional de Resgate (IRC), à Sociedade de Ajuda ao Imigrante Hebraico (HIAS) e ao Serviço Mundial da Igreja (CWS) para oferecer estadias temporárias imediatas por meio da plataforma a até 1.000 refugiados afegãos que tiveram que sair de seu país. No último fim de semana, o Airbnb.org trabalhou com parceiros para abrigar 165 refugiados em moradias seguras logo após pousarem nos Estados Unidos.

“Como o IRC ajuda a acolher e fazer o reassentamento de afegãos nos EUA, moradias acessíveis são urgentemente necessárias e essenciais. Agradecemos aos nossos parceiros do Airbnb.org e do Airbnb por mais uma vez oferecer suporte e infraestrutura para socorrer neste momento, com lugares seguros e acolhedores para indivíduos e famílias quando chegam aos Estados Unidos e começam a reconstruir suas vidas.”

David Miliband, presidente e CEO do Comitê Internacional de Resgate

Nos últimos quatro anos, o Airbnb.org e o Airbnb conectaram aproximadamente 25.000 refugiados com acomodações temporárias, incluindo centenas de participantes do Programa de Visto Especial de Imigrante dos EUA. No início deste ano, o Airbnb.org anunciou a criação do Fundo para Refugiados de U$ 25 milhões, para expandir ainda mais o apoio do Airbnb.org aos refugiados e pessoas que solicitam asilo no mundo todo.

Sabemos que os anfitriões e hóspedes do Airbnb em todo o mundo estarão dispostos a ajudar neste esforço imenso e, nos próximos dias, o Airbnb e o Airbnb.org planejam compartilhar detalhes sobre como os anfitriões e a comunidade em geral podem apoiar essa iniciativa. Enquanto isso, saiba mais sobre o trabalho do Airbnb.org para abrir portas em tempos de crise em airbnb.org/join.