O Airbnb toca o sino de abertura junto com anfitriões em todos os fusos horários

19 Rausch Street: o apartamento onde Brian e Joe receberam os primeiros hóspedes do Airbnb.

Mais de 4 milhões de anfitriões no Airbnb oferecem todos os tipos de espaço em quase todas as comunidades do mundo. Eles estão no centro de tudo que fazemos.

Ao entrarmos no próximo capítulo da nossa empresa, queremos compartilhar nossa profunda gratidão por todos os anfitriões que nos ajudaram a chegar aqui e agradecê-los por fazer com que o Airbnb seja o que é. Os anfitriões no Airbnb abrem suas portas, compartilham suas casas, comunidades e paixões, fazendo o mundo parecer um pouco menor.

De 2 anfitriões a 4 milhões

No dia do anúncio de que nos tornamos oficialmente uma empresa de capital aberto, pedimos a alguns dos nossos anfitriões que nos ajudassem a tocar o famoso sino de abertura. Neste post, você encontrará uma celebração da nossa comunidade global de anfitriões – uma em cada fuso horário do mundo – enquanto eles nos ajudam a tocar o sino de abertura no dia do nosso anúncio usando suas próprias campainhas exclusivas. 

Conheça nossa comunidade global de anfitriões

Nadia
Ongata Rongai, Quênia
Como sua casa de infância, o complexo de Nadia no Quênia está cheio de memórias: de sentar nas pedras do rio e ouvir a água, e de fogueiras familiares ao cheiro de um delicioso churrasco. Não é surpresa que a parte favorita de Nadia na cabana que eles compartilham com os hóspedes seja a varanda, que possui uma vista ampla da terra que definiu sua vida.

Beka
Telavi, Geórgia
Juntamente com seus pais e irmã, Beka recebe os hóspedes neste castelo único no Vale do Alazani, na Geórgia, uma das regiões vinícolas mais antigas do mundo. Beka gosta de compartilhar a propriedade de 8 hectares e seus vinhedos, jardim de avelãs e bosque de pessegueiros com os hóspedes e deixá-los experimentar a vida em uma fazenda.

Soraya
Mumbai, Índia
Uma anfitriã experiente, Soraya recebe hóspedes em sua casa em Mumbai junto com sua família. Os hóspedes que reservam o quarto confortável são incentivados a sentir-se em casa no apartamento, incluindo relaxar no terraço e juntar-se à família para o café da manhã. Soraya gosta de dar aos visitantes a oportunidade de mergulhar nos costumes, tradições, culinária e hospitalidade indianas.

Aum
Punakha, Butão
Anfitrião há mais de dois anos, Aum é um participante ativo da Central da Comunidade do Airbnb. Ele adora compartilhar conhecimento, encontrar inspiração e conhecer outros anfitriões que estão criando um mundo onde todos podem se sentir em casa.

Sirichan
Bangkok, Tailândia
Ao crescer em Bangkok, Sirichan sonhava em ter uma casa de madeira de teca como aquela em que sua avó morava. Agora, Sirichan anuncia duas dessas acomodações no Airbnb, acolhendo os hóspedes junto com seu primo. As casas trazem para Sirichan uma felicidade que ela adora compartilhar com outras pessoas do mundo através do Airbnb.

Yan
Xangai, China
Yan começou a hospedar em 2014 depois que os amigos o encorajaram a compartilhar suas acomodações em Xangai através do Airbnb. Artista, Yan cuidadosamente decorou seu apartamento com obras originais e artesanato de outros artistas, designers e ceramistas. A casa de madeira é um oásis de tranquilidade no meio da cidade.

Michiko
Toyota, Japão
Michiko e seu marido Yuki hospedam nesta casa centenária em uma pequena aldeia japonesa. O casal comprou a casa há 40 anos e passou mais de 20 anos reformando-a. Quando Yuki foi diagnosticada com Alzheimer há cinco anos, Michiko decidiu compartilhar suas acomodações com viajantes no Airbnb. A renda os ajudou a ganhar dinheiro e eles adoram conhecer pessoas do mundo inteiro. O casal foi destaque nesta história da Airbnb Magazine.

Jenna e Matt
Heybridge, Tasmânia, Austrália
Matt e Jenna são da quarta geração de tasmanianos que decidiram abrir sua cabana de pescador de 1950 para os viajantes no início deste ano. Ambos são usuários antigos no Airbnb e foram inspirados a oferecer aos hóspedes a mesma experiência pessoal e única que desfrutaram como viajantes, quando ficaram com outros anfitriões no Airbnb. Os hóspedes podem aproveitar uma vista ao rio e de alguns dos locais de banho e caiaque favoritos do casal.

Viv
Cowra, Nova Gales do Sul, Austrália
Viv e o parceiro transformaram um antigo galpão de tosquia em sua propriedade de 1,2 hectare em um Airbnb para receber hóspedes do mundo inteiro. A ideia de transformar o grande galpão em acomodação começou quando eles hospedaram o casamento do filho mais velho e precisavam de um lugar para os hóspedes que iam passar a noite. O casal passou um tempo reformando o galpão para torná-lo um espaço único para os viajantes.

Tara
Raglan, Nova Zelândia
Tara e seu parceiro adoram receber os hóspedes em sua propriedade de 14 hectares na Nova Zelândia. Preocupado com a forma como pagariam pela manutenção da propriedade, o casal construiu uma pequena cabana e, mais tarde, uma casa na árvore para compartilhar no Airbnb. A renda da hospedagem os ajudou a ganhar dinheiro e os hóspedes podem viver algo único, aproveitando a natureza na sua forma mais verdadeira.

Martha
Ilha Chatham, Nova Zelândia
Martha e seu parceiro se tornaram anfitriões no Airbnb há três anos e sempre ficam entusiasmados ao ver as reações nos rostos de seus hóspedes quando chegam e veem sua cabana com vista para o mar, que fica a apenas dois minutos a pé. Martha, que passou muitos anos de sua juventude trabalhando na área de hospitalidade, diz que nada os faz mais felizes do que conhecer pessoas do mundo inteiro e poder compartilhar a experiência da ilha com eles.

Jeanne
Upolu, Samoa
Jeanne começou a hospedar quando construiu um estúdio independente como parte de sua nova casa. O novo espaço foi criado especialmente para ser alugado no Airbnb, e ela adora compartilhar sua bela propriedade em Samoa com hóspedes de todo o mundo. Tendo vivido em vários países diferentes antes de morar em Samoa, Jeanne acredita que a comida pode ser uma ponte entre as culturas. Por isso, costuma convida os hóspedes em estadias mais longas para jantar.

Shucheng
Kealakekua, Havaí, EUA
Shucheng e seu parceiro, Bryan, vivem em Kona, onde recebem hóspedes em sua fazenda de café de 3 hectares. Bryan, que é arquiteto, projetou a microcasa em sua propriedade, que inclui um espaço no sótão com vistas incríveis do nascer e do pôr do sol e das estrelas cadentes do Havaí.

Jennifer
Unalaska, Alasca, EUA
Jennifer e seu parceiro começaram a hospedar em julho de 2019. Seu estúdio privado e bem equipado proporciona um lugar para pessoas que viajam a trabalho e a lazer descansarem nesta parte remota do mundo. Eles até adicionaram um freezer como comodidade, já que muitos hóspedes querem pescar nas águas cristalinas do Alasca quando visitam.

Brian e Joe
São Francisco, Califórnia, EUA
Dois dos fundadores do Airbnb, Brian e Joe, foram nossos primeiros anfitriões, e o seu apartamento na 19 Rausch Street, São Francisco, foi nossa primeira acomodação. Eles tinham acabado de se mudar para São Francisco e precisavam de uma maneira de pagar o aluguel. Era outubro de 2007, o mês da Conferência de Design Industrial, e a notícia de que os hotéis estavam esgotados deu aos dois a ideia de criar um site que oferecia aos participantes da conferência camas de ar para alugar em sua sala de estar.

Shanna
Cameron, Arizona, EUA
Como membro da tribo Navajo de Cameron, Arizona, Shanna oferece aos hóspedes uma oportunidade única de experimentar a vida na reserva, localizada perto do Grand Canyon e do Monument Valley. Desde tecer um tapete no tear e cardar madeira até usar o fuso, moer milho e mostrar seu rebanho de ovelhas e cabras, Shanna gosta de compartilhar a cultura autêntica e o estilo de vida do povo Navajo com os hóspedes.

Maria
Cidade do México, México
Maria e seu parceiro começaram a hospedar há 10 anos na Cidade do México para ganhar uma renda suplementar depois de terem filhos. Como arquitetos, eles enchem suas propriedades de toques pessoais e se orgulham de dar aos hóspedes uma boa ideia do que é o México.

Nathan e Janelle
Blanco, Texas, EUA
Em 2015, Nathan e Janelle visitaram o Texas Hill Country através do Airbnb e apaixonaram-se pela região – tanto que o anfitrião no Airbnb, um corretor de imóveis, ajudou-os a comprar seu "Happiness Ranch" para compartilhar no Airbnb. Neste rancho que aceita animais de estimação, muitas vezes eles trazem seus próprios goldendoodles para brincar com os animais de estimação dos hóspedes.

Dana e Kelly
Melbourne, Flórida, EUA
Dentro de uma comunidade rural do centro da Flórida repleta de celeiros à moda antiga, o microceleiro da casa de Dana e Kelly se destaca. Eles construíram esse espaço para uma competição de microcasas e estavam curiosos para ver se alguém estaria interessado em ficar em um celeiro como hóspede do Airbnb. Um ano e 100 avaliações positivas depois, eles dizem que os hóspedes estão viajando para Melbourne apenas para experimentar seu "microceleiro".

Rodrigo
Joanópolis, Brasil
Rodrigo e sua parceira há muito tempo acreditam que viajar oferece oportunidades para se conectar e realmente relaxar, e é com essa visão em mente que eles criaram uma "casa flutuante" ao pé da Serra da Mantiqueira, em São Paulo. Eles incentivam seus hóspedes a desligar seus celulares e aproveitar a oportunidade de interagir com a natureza.

Celso
Angra dos Reis, Rio de Janeiro, Brasil
Anfitrião há mais de cinco anos, Celso recorreu ao Airbnb como uma forma de receber viajantes e ganhar renda. Ele adora trocar informações culturais e compartilhar novas experiências com os hóspedes. Além disso, ele trata seus hóspedes como verdadeiros amigos, enviando-os para as melhores trilhas de caminhada e restaurantes locais.

Sofia
Praia, Santiago, Cabo Verde
Sofia começou a hospedar no Airbnb há dois anos. Projetados com a irmã, os espaços cheios de plantas recebem hóspedes de todos os tipos – incluindo cães! Sofia recebe o mesmo hóspede dos EUA – e seu cachorro – a cada seis meses, pontualmente. Ela também tem um hóspede da França que uma vez celebrou o Natal com a família de Sofia.

Anna e Oli
Grundarfjörður, Iceland
Anna e Oli adoram receber hóspedes do mundo inteiro em sua fazenda, localizada na base da montanha mais fotografada da Islândia. Ver o espanto e a alegria de seus hóspedes com a abundância de cachoeiras, ovelhas e cavalos lembra a eles diariamente de como têm sorte de viver em um lugar tão bonito e poder compartilhá-lo com outras pessoas.

Maria Antonia
Essaouira, Marrocos
Maria é uma artista, e isso fica em evidência em sua deslumbrante casa de praia marroquina — uma obra de arte por si só. Designer de interiores por profissão e perfeccionista de coração, Maria criou sua casa não apenas como um lugar para ficar, mas para mostrar sua personalidade, resumida em todas as cores e travesseiros, todos escolhidos amorosamente para seus hóspedes.

Joey
Cidade do Cabo, África do Sul
Depois que Joey deixou o mundo corporativo para trás para buscar uma paixão por viagens pelo mundo, compartilhar seu apartamento se tornou uma maneira de ganhar uma renda durante suas viagens frequentes. Mal sabiam eles, quatro anos depois, que a hospedagem floresceria em sua outra paixão. Joey está longe de ser o único anfitrião da casa: seu filho de 2 anos também adora fazer check-in e acenar para seus hóspedes.

Na superfície, as pessoas vêm ao Airbnb para viajar — mas, abaixo da superfície, o que as pessoas encontram no Airbnb é conexão. Elas se conectam às comunidades que visitam e com quem vive lá. Os anfitriões oferecem essa conexão e, para os nossos hóspedes, isso pode ser uma experiência profundamente pessoal: além de serem recebidos na casa de alguém, têm a oportunidade de viver nas comunidades desses anfitriões. 

As viagens perduram, porque estão nas bases das conexões humanas. Mesmo com as mudanças nas formas de viajar, as conexões humanas continuam mais necessárias do que nunca. 

Baixar ativos aqui.